Encomendas processadas no nosso armazém em menos de 24 horas (úteis), salvo rutura de stock.
Após saírem do nosso armazém serão entregues no prazo normal de 1 a 2 dias úteis em Portugal continental.
Amostras ou ofertas em todas as encomendas.

MENU
Toggle Nav

3 boas razões para escolher biológico

Nutrição

Não existe apenas uma razão para escolher biológico mas inúmeras, e estão associadas não só à qualidade nutricional como à saúde humana, biodiversidade e dignificação do trabalho, entre outros aspetos.


1 - Redução da exposição a pesticidas sintéticos

A utilização de pesticidas sintéticos começou na década de 1930 nos Estados Unidos e, após a Segunda Guerra Mundial, disseminou-se rapidamente. O seu uso tinha como finalidade uma maior eficiência dos processos de produção, controlando os organismos indesejados e que prejudicavam as culturas: plantas (herbicidas), fungos (fungicidas) ou insetos (inseticidas).

Um dos herbicidas mais utilizados em Portugal é o glifosfato, cuja utilização e potenciais riscos para a saúde têm estado a ser discutidos. Segundo a Agência Internacional para a Investigação do Cancro, uma secção especializada pertencente à Organização Mundial de Saúde (OMS), tanto o glifosfato como outros pesticidas organofosforados podem ter implicações graves para a saúde humana.

Direta ou indiretamente todos estamos expostos a estes compostos tóxicos, quer através do ar, da água ou dos alimentos que ingerimos.


2 - Dignificação do trabalho e emprego

A agricultura biológica permite restituir ao agricultor o reconhecimento tendo em conta a sua função importante ao nível da manutenção dos ecossistemas e ambiente. Permite também a revitalização dos meios rurais e a criação de mais emprego, inclusive na classe mais jovem da população, que vê na agricultura sustentável um futuro.


3 - Valor nutritivo e mais sabor

O recurso a monoculturas e a pesticidas sintéticos, comuns na agricultura intensiva, é responsável pela poluição dos solos e da água. Trata-se de um método que é responsável pelo empobrecimento dos solos, esgotando-os. Este facto origina uma alteração bem percetível no sabor dos alimentos. Por sua vez, os solos regenerados como acontece na agricultura biológica, permitem o desenvolvimento de plantas com um aroma e cor autênticos. Permitem ainda a obtenção de alimentos mais nutritivos, essencialmente em vitaminas, minerais e compostos bioativos, genericamente designados fitoquímicos. Estes compostos definem, normalmente, o sabor e cor do alimento e são muito importantes para a sobrevivência da planta, ajudando no crescimento e defesa contra bactérias e predadores e a proteger dos danos causados pelo sol.

Na agricultura biológica não se recorre a pesticidas sintéticos que, de acordo com estudos toxicológicos, estão associados a diversas patologias. Além da prevenção da contaminação alimentar, preserva-se a pureza da água que consumimos e a biodiversidade global dos ecossistemas.