Encomendas processadas no nosso armazém em menos de 24 horas (úteis), salvo rutura de stock.
Após saírem do nosso armazém serão entregues no prazo normal de 1 a 2 dias úteis em Portugal continental
Amostras ou ofertas em todas as encomendas.

MENU
Toggle Nav

Jogging - o desporto que nos completa

Bem-Estar

É uma forma de atividade física em que o ritmo da marcha é mais rápido do que na caminhada e mais lento do que na corrida. Consiste em correr a um ritmo mais lento. A principal intenção é melhorar a condição física, com menos stresse para o corpo do que numa corrida rápida.

Exercício é mais saúde

O exercício físico contribui para a manutenção da saúde. Estudos em animais, e também em humanos, revelam que o exercício físico tem um impacto direto a nível cerebral, regulando a integridade da sua estrutura e melhorando a função cognitiva.
Os neurotransmissores são substâncias químicas produzidas pelos neurónios que permitem a transmissão de impulsos nervosos a outras células. Alguns neurotransmissores, como a dopamina, criam sentimentos de bem-estar quando são libertados. Estudos sugerem que os exercícios de endurance, como a corrida ou o jogging, podem aumentar os níveis de dopamina no cérebro.
Além disso a corrida, assim como a caminhada, reduzem o risco de hipertensão, hipercolesterolemia, diabetes mellitus, cataratas e possivelmente a doença coronária cardíaca.
Praticamente todas as pessoas podem praticar jogging (crianças, jovens e adultos) desde que a sua condição física o permita e não existam contraindicações específicas. Pessoas afetadas por algum problema de saúde e as que têm mais de 35 anos devem submeter-se a exames médicos antes de começarem a praticar qualquer tipo de exercício físico regular.

A importância de saber correr

O exercício deve ser realizado de forma regular, moderada e gradual. O treino também deve ser ajustado às capacidades e objetivos pessoais. Se o objetivo for apenas melhorar a condição física, duas ou três sessões por semana são suficientes.
Recomenda-se que, nas primeiras semanas, os principiantes corram durante cerca de 15 a 20 minutos consecutivos por sessão e gradualmente aumentem a duração do exercício para um mínimo de 30 minutos. Dois meses após o início da atividade física as sessões de treino já podem durar, no mínimo, meia hora, pelo menos duas a três vezes por semana.
Apesar de ser conveniente ajustar a duração do exercício às capacidades de cada pessoa, não se deve esquecer que é mais importante correr durante mais tempo do que com mais velocidade.

Contar calorias

Se procura uma motivação para começar, fique a saber que enquanto faz jogging, e de acordo com o American Council on Exercise (ACE), uma pessoa com um peso de 63,50 kg queima cerca de 10,8 kcal por minuto, ou seja, 324 kcal por meia hora de jogging!

Antes e depois do treino

A primeira regra a seguir antes da prática de exercício físico é nunca o fazer em jejum. No início e no fim de cada sessão de treino deve fazer exercícios de aquecimento e de alongamento, respetivamente. A sua realização aumenta o rendimento dos treinos e previne as lesões musculares, ósseas e articulares, que podem resultar de esforços mais bruscos e intensos. Os alongamentos após o exercício físico são fundamentais para aumentar a eficácia do mesmo e evitar que os músculos doam no dia seguinte. Cerca de 10 minutos extra no final é suficiente para a compensação.

Dicas

  • Leve sempre consigo, além de água, um alimento ou suplemento para consumir logo após o treino. Deste modo não se vai esquecer de repor o armazenamento de glicogénio, fundamental para que a fadiga não apareça tão rápido no próximo treino.
  • Logo após o exercício físico, uma pequena refeição com hidratos de carbono de absorção rápida, em forma líquida, e proteínas (aminoácidos essenciais) é a maneira ideal para maximizar a absorção de energia pelo organismo. Cerca de duas a três horas após o exercício pode optar por uma refeição sólida, rica em hidratos de carbono complexos e proteínas (como, por exemplo, um prato de esparguete integral com carne magra ou soja).