Encomendas processadas no nosso armazém em menos de 24 horas (úteis), salvo rotura de stock.
Após saírem do nosso armazém, serão entreges no prazo normal de 1 a 2 dias úteis em Portugal Continental.
Amostras ou ofertas em todas as encomendas
MENU
Toggle Nav

Mude hoje para viver mais

Bem-Estar

Ano novo, vida nova… Esta é uma das frases que mais se ouve no início de cada ano. Uma das resoluções mais populares é passar a ser mais saudável: perder peso, deixar de fumar, fazer exercício e seguir uma alimentação mais equilibrada. Contudo, mudar os hábitos revela-se por vezes mais difícil do que se pensa inicialmente. Se ainda não pôs em prática estas resoluções, não desista e confira as nossas sugestões para mudar hoje e viver mais, com mais qualidade. As razões são mais que muitas.


Doenças e maus hábitos

Sabia que, de acordo com a OMS, as doenças crónicas são a principal causa de morte e incapacidade no mundo? As doenças cardiovasculares, a diabetes, a obesidade, o cancro e as doenças respiratórias representam cerca de 59% do total de 57 milhões de mortes por ano e 46% do total de doenças. O aumento destas doenças retrata os efeitos da industrialização, do desenvolvimento económico e da globalização alimentar que causam, por exemplo, a alteração das dietas alimentares, aumento do sedentarismo e do consumo de tabaco.

Cerca de metade das mortes causadas por doenças crónicas está diretamente associada às doenças cardiovasculares. Em Portugal, são responsáveis por cerca de 40% dos óbitos.

Estima-se que a diabetes, sobretudo de tipo 2, afeta cerca de 177 milhões de pessoas em todo o mundo. Calcula-se ainda que mais de mil milhões de adultos sofrem de excesso de peso.

As doenças crónicas estão, assim, diretamente relacionadas com os maus hábitos, sobretudo alimentares, pois hoje em dia consomem-se alimentos mais calóricos, com elevado nível de açúcar e gorduras saturadas, além de excessivamente salgados.


Os maiores fatores de risco são:

  • Colesterol elevado 
  • Tensão arterial elevada 
  • Dieta pobre (em frutos, legumes e outros vegetais) 
  • Sedentarismo 
  • Obesidade 
  • Tabagismo 
  • Alcoolismo 
  • Poluição


A boa notícia é que estes fatores podem ser prevenidos através da alteração do estilo de vida. Mais de 80% dos casos de ocorrência de doenças cardíacas coronárias, de 90% dos casos de diabetes de tipo 2 e de um terço das ocorrências de cancro podem ser evitados através da alteração dos hábitos alimentares, do aumento de atividade física e do abandono do tabagismo.


Exercício físico

A atividade física tem inúmeros benefícios que são irrefutáveis. Além de ajudar a manter um peso corporal normal, ajuda a reverter muitas das doenças crónicas associadas ao sedentarismo. Promove o aumento da massa óssea, ajuda na prevenção da osteoporose e aumenta a força muscular. Além de melhorar a função imunitária, também ajuda a retardar os efeitos do envelhecimento. É ainda determinante na depressão e ansiedade e contribui para aumentar a sensação de bem-estar e autoestima. Faça, no mínimo, 30 minutos de exercício diário (caminhada, por exemplo) durante quatro ou mais dias por semana.


Suplementação

Existe uma grande diversidade de suplementos alimentares que contribuem para o bem-estar, como os antioxidantes ou o resveratrol. Se tiver dificuldade em escolher qual o suplemento mais adequado para si, conte com a ajuda especializada dos nossos colaboradores nas lojas Celeiro. Se preferir, pode recorrer ao nosso apoio técnico por e-mail, apoioaocliente@celeiro.pt, cujas respostas são validadas por um médico e quatro nutricionistas para que tenha sempre acesso à melhor e mais completa informação.


Deixar de fumar

Os malefícios do tabaco são do conhecimento geral mas nunca é de mais relembrá-los: aumenta o risco de vários tipos de cancro, aumenta o mau colesterol, reduz o bom colesterol e potencia o desenvolvimento da hipertensão arterial, entre outros. A força de vontade é o método mais eficaz para conseguir deixar de fumar. Porém, existem muitas ajudas: acupunctura, pastilhas de nicotina, plantas calmantes, vitaminas e outras substâncias, entre muitos outros métodos.


Aprenda a gerir o stresse e durma bem

O stresse intenso é nocivo e está na origem de muitos problemas de saúde. Experimente técnicas de relaxamento e gestão do stresse, como o ioga, por exemplo. Reserve alguns minutos do dia só para si e pratique uma atividade que lhe dê prazer. Organize o seu dia, defina prioridades e delegue tarefas. O exercício físico é ótimo para libertar a tensão. Um sono reparador é determinante para recarregar energias. Assumir uma atitude positiva ajuda na resolução da maior parte dos problemas.


Não descure a saúde mental

Exercite o cérebro fazendo novas atividades: aceite desafios, visite novos lugares e fuja da rotina. Divirta-se e passe mais tempo com a família e os amigos. Uma boa conversa pode fazer milagres!

Não se trata apenas de viver mais anos mas de ter uma saúde duradoura, ou seja, levar uma vida ativa, saudável, feliz e com objetivos. Aposte na prevenção da doença, na promoção da saúde e do bem-estar para conseguir uma longevidade saudável.


VEJA COMO FAZER UMA ALIMENTAÇÃO MAIS SAUDÁVEL:

  • O pequeno-almoço é a refeição principal pois quebra longas horas de jejum e fornece energia para todo o dia.
  • Faça, no mínimo, cinco refeições por dia. Os intervalos grandes levam a que coma de mais e tenha tendência para selecionar alimentos menos saudáveis
  • Quantidade não é sinónimo de qualidade. Reduza o tamanho das porções ingeridas.
  • Prefira a fruta e os legumes biológicos (pelo menos cinco porções diárias). São ricos em fibras, vitaminas e minerais e não fornecem muitas calorias, pois são pobres em gordura e em açúcar
  • Inclua a sopa antes do prato principal: tem na sua base legumes e é pobre em gordura.
  • Prefira gorduras insaturadas (em vez das saturadas dos enchidos e da carne vermelha) como o azeite, o peixe e os frutos secos, pois têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. 
  • Evite as gorduras vegetais hidrogenadas ou trans, presentes em bolachas e fritos.
  • Consuma laticínios magros: reduz a ingestão de gorduras com a mesma quantidade de cálcio. Considere as bebidas de vegetais (soja, arroz, aveia, amêndoa, etc.).
  • Prefira carnes brancas (peru e frango): têm menor teor de gordura. Experimente proteínas vegetais como o tofu e a soja.
  • Escolha peixes ricos em ácidos gordos essenciais (ómega-3), como o salmão, sardinha ou atum: diminuem os níveis elevados de colesterol e são fundamentais ao bom funcionamento do cérebro.
  • Cozinhe da forma mais saudável: cozidos, grelhados, assados, a vapor ou escalfados. Desta forma, não necessita de adição de gordura. Evite os fritos.
  • Não esqueça os cereais integrais, pois têm mais fibra, são digeridos de forma lenta e induzem saciedade: pão, massa, arroz, cereais, etc.
  • Substitua as bebidas gaseificadas e o álcool por água, sumos naturais, chá e infusões, água de coco sem adicionar açúcar.
  • Reduza o sal. Use ervas aromáticas e especiarias.