Especial Black Week! Maior Promoção do Ano
15% Desconto com o Código BLACKWEEK15
Exclusivo Loja Online
MENU
Toggle Nav

Plantas adaptogénicas

Planta

Independentemente da profissão ou da posição social, todos nós somos, em determinada altura, afectados pelo stresse. E, na minha prática médica, sou cada vez mais confrontado com queixas decorrentes de situações stressantes. Se para alguns é até saudável enfrentar alguma pressão, por representar um desafio ou um estímulo, a verdade é que, quando o nível de stresse ultrapassa os limites de cada um, poderão desencadear-se problemas graves a diversos níveis.

O stresse pode derivar de problemas profissionais, financeiros, relacionamentos pessoais, mudança de estilo de vida (divórcio, morte de um parente, etc.), esforço intelectual (época de exames, por exemplo) ou ainda devido a exercício físico extenuante. Ao enfrentar este tipo de situações o nosso organismo reage de uma forma organizada e sistematizada, aumentando a produção de determinadas hormonas que, consequentemente alteram o ritmo cardíaco, a tensão arterial e o metabolismo em geral. Porém, acima de determinados níveis de estimulação, o corpo deixa de conseguir adaptar-se e o indivíduo torna-se incapaz de confrontar os acontecimentos. A tolerância aos níveis de stresse difere de pessoa para pessoa e a exposição contínua a situações de tensão conduz a uma variedade de afecções, como alergias, ansiedade, depressão e ataques de pânico, perturbações gástricas, estados de fadiga, enxaquecas, problemas cardíacos, hipertensão, insónia, para mencionar apenas algumas.

Neste âmbito, proponho algumas plantas denominadas de adaptogénicas devido ao facto de demonstrarem capacidades para proteger e preparar o indivíduo para as mais variadas situações de stress.

Salienta-se a acção do Ginseng coreano (Panax ginseng) que, através dos seus ginsenósidos, ajuda o organismo a suportar as agressões, por exemplo durante períodos de excesso de trabalho (físico e intelectual), pois permite induzir uma melhor produção e/ou utilização da energia com diminuição dos sintomas de exaustão. Nas actividades desportivas, profissionais ou amadoras, ajuda a melhorar as capacidades intelectuais e motoras, a optimizar o consumo de oxigénio e as capacidades respiratórias e a favorecer a recuperação após o esforço. De um modo geral, permite aumentar o rendimento desportivo sem ter efeitos dopantes, razões pelas quais o Ginseng é utilizado por várias equipas olímpicas.

O Ginseng siberiano (Eleutherococcus senticosus) possui propriedades semelhantes às do Ginseng coreano: com maior capacidade de aumentar a resistência ao stresse, mas com menor actividade estimulante.

A Rodiola (Rhodiola rosea) é uma planta nativa da Rússia e da Ásia onde é usada há mais de três mil anos devido ao facto de, tradicionalmente, se acreditar que conferia longevidade. Actualmente, a Rodiola tem demonstrado contribuir para regular a resposta hormonal do organismo ao stresse, não só pela actuação ao nível das glândulas supra-renais, mas também ao nível do hipotálamo. Tem um efeito protector dos neurotransmissores (serotonina e dopamina), aumentando a sua actividade, por inibição da sua destruição enzimática e prevenindo a sua diminuição, causada pela excessiva libertação de hormonas do stresse. Por exemplo, no que respeita aos níveis de serotonina, vários estudos demonstram que, através da Rodiola, estes podem ser aumentados em cerca de 30%. Esta planta aumenta ainda o transporte dos percursores da serotonina (triptofano e 5-hidroxitriptofano) no cérebro. Devido a estas características, este suplemento fitoterápico revela-se benéfico no combate de qualquer tipo de stresse, fadiga crónica e estados de depressão e ansiedade.

Uma outra planta adaptogénica é a Aswaghanda (Withania somnifera), vulgarmente conhecida por Ginseng indiano (em português, Erva-Moura-Sonífera). Originária da Índia e de África, esta planta desempenha uma acção positiva em situações de stresse físico e mental, acompanhadas de fadiga e astenia, pelo que é considerada como um tónico para os nervos.

Se o stresse o afecta frequentemente, se precisa de um aporte extra de energia ou se está em baixo de forma, experimente uma destas soluções que a Natureza lhe oferece, mas aconselhe-se junto do seu médico a fim de fazer a escolha mais adequada ao seu caso.

Pedro Lôbo do Vale
Médico