MENU
Toggle Nav

Artes Marciais

Cada vez mais praticadas como atividade física e não para competição ou auto-defesa, as artes marciais continuam a ganhar adeptos, de todas as idades, oferecendo um ponto de equilíbrio entre corpo e mente.

Se o seu stress atingiu um nível tão elevado que só lhe apetece gritar, pare e respire fundo. Temos a solução indicada para si. A terapia consiste na utilização da arte marcial como opção de tratamento ou terapia complementar, em caso de desequilíbrio físico ou mental.
Inúmeros benefícios físicos e psicológicos estão associados às artes marciais, nomeadamente gasto calórico, tonificação muscular, aumento da resistência cardiovascular, melhoramento da coordenação, agilidade, densidade óssea e postura, além do aumento da auto-confiança e da auto-estima.

Enquanto os tratamentos tradicionais demonstram benefícios relevantes a nível físico, as artes marciais destacam-se por irem mais além, incorporando características únicas e benefícios psicológicos. Em geral contribuem para uma convivência tranquila no meio em que está inserido, estimulam o interesse pela aprendizagem, pelo aperfeiçoamento e pela competição saudável.
Nos jovens, promovem o desenvolvimento físico, psíquico e social de forma complementar. Por exemplo, numa criança com baixa auto-estima, podem simultaneamente desenvolver competências de auto-defesa (proteção contra ataques de bullying), aptidão física e mental e auto-confiança. Em jovens agressivos e hiperativos, desenvolve o respeito pelos colegas e controlo de atitudes impulsivas.

Podem também ajudar no desenvolvimento do equilíbrio cinestésico em idosos ou deficientes (principalmente o Tai Chi Chuan) desenvolvendo o equilíbrio mental e capacidades de raciocínio.

Modalidades

Não existe uma arte marcial que seja considerada “a melhor”, é uma questão de experimentar e ver com a qual se identifica mais. Lutas de ringue, murros, pontapés, katas, entre outros, são opções disponíveis em aulas energéticas e movimentadas que vão subir a moral e melhorar a condição física.

Como começar

Atualmente existem ginásios e academias com uma extensa oferta em artes marciais. Aconselhamos que veja ou experimente antes de escolher a ideal para si. Estas atividades exigem uma boa preparação física. Se não se sente preparado, comece por praticar regularmente exercícios aeróbicos como andar, correr ou nadar. Se sofre de doenças crónicas, ou se não está habituado à prática de exercício físico, consulte o seu médico antes de iniciar qualquer atividade.

  • Karaté: De origem japonesa, o “caminho da mão vazia”, caracteriza-se por ser uma arte de golpes, como pontapés, murros, joelhadas e cotoveladas, entre outros. Bloqueios de articulações, lançamentos e golpes em áreas vitais também são ensinados, dependendo do estilo.
  • Tai Chi Chuan: De origem chinesa, tem como fundamento a meditação através do movimento. É uma referência de tranquilidade e de equilíbrio, ideal para todos, e também a mais fácil e suave de ser aprendida.
  • Muay Thai: De origem tailandesa, é conhecido mundialmente como “a arte das oito armas” caracterizada pelo uso combinado de oito golpes. É necessária uma elevada preparação física, sendo uma luta de contacto total, poderosa e eficiente.
  • Body Combat: Treino cardiovascular, estimulante e energético. Inspirado em artes marciais que utiliza movimentos de uma grande variedade de disciplinas como o karaté, boxe, tai chi, muay thai, entre outras, acompanhado com música motivadora, mas sem contacto físico.