Encomendas processadas no nosso armazém em menos de 24 horas (úteis), salvo rutura de stock.
Após saírem do nosso armazém serão entregues no prazo normal de 1 a 2 dias úteis em Portugal continental.
Amostras ou ofertas em todas as encomendas.

MENU
Toggle Nav

Aveia: O Que Precisa de Saber

Nutrição

Os cereais apresentam basicamente uma função alimentar, possuindo propriedades nutritivas (oligoelementos, vitaminas, sais minerais e enzimas), energéticas e fortificantes que se manifestam plenamente quando consumidos integrais. Devido a estas características são essenciais ao crescimento, a estados específicos como a gravidez, a convalescença ou a fadiga. No fundo, os cereais contêm todos os elementos necessários para reparar as perdas de energia despendidas pelo nosso organismo. Aliás, na roda ou pirâmide dos alimentos, uma das grandes proporções (cerca de dois terços) é constituída pelos alimentos vegetais, como a fruta, os legumes e os cereais. Já tenho falado sobre as propriedades de diversos cereais e, neste âmbito, é sobre a aveia que versa o artigo de hoje.

A Avena sativa é uma espécie nativa do norte da Europa, mas actualmente é cultivada um pouco por todo o mundo. Tradicionalmente, a aveia é conhecida como um alimento que dá força e vigor e, segundo alguns relatos históricos os guerreiros Hunos e escoceses deviam a sua destreza física às papas de aveia. Este cereal era um alimento base na dieta dos ingleses, principalmente entre os trabalhadores braçais, pois para além de conferir energia, tinha um custo reduzido e a sua preparação era fácil. Antigamente, a palha de aveia era utilizada para encher colchões, o que era benéfico para quem sofria de reumatismo.

Do ponto de vista nutricional é constituída por cerca de 60 a 70% de amido e outros hidratos de carbono. É um alimento rico em proteínas (14%) e possui cerca de 7% de matérias gordas (lípidos), entre as quais se conta uma significativa proporção de lecitina. O seu teor de sais minerais (ferro, potássio, cálcio, magnésio, fósforo e sódio) e vitaminas (B1, B2, D, PP e provitamina A) é elevado.

A aveia é considerada um cereal dos países frios e húmidos, pois aumenta a resistência do organismo ao frio. Devido às suas propriedades tonificantes é recomendada a desportistas e em estados de anemia, fraqueza e fadiga crónica. É muito útil quando incorporada nas dietas de convalescentes, crianças em fase de crescimento e mulheres grávidas ou a amamentar. A aveia ajuda também a equilibrar o sistema nervoso, pelo que é indicada em casos de depressão, nervosismo, insónia e esgotamento físico e mental.

De acordo com diversos estudos realizados, um pouco por todo o mundo, o farelo de aveia integral possui a capacidade de reduzir o nível de colesterol no sangue. O elevado teor de fibra deste cereal integral (mais de 4%) facilita o trânsito intestinal, sendo uma alternativa válida ao farelo de trigo. Esta diminuição afecta apenas os níveis de LDL (colesterol nocivo), não influindo sobre o HDL (colesterol bom). O conteúdo de fibras solúveis contido no farelo de aveia integral ajuda ainda a regular os níveis de glicose no sangue e o apetite, o que consequentemente beneficia o controlo de peso, a cardiopatia e a diabetes.

A aveia é habitualmente consumida sob a forma de flocos em papas ou utilizada na confecção de sopas ou pastelaria. Existem flocos de aveia solúveis, indicados para preparar bebidas para bebés, por exemplo. Pode ainda encontrar este cereal nos comuns mueslis, em barritas de cereais ou em bebidas elaboradas à base de aveia. Sempre que possível, opte por aveia integral e de agricultura biológica.

Chamo a atenção para o facto de que a aveia, tal como o trigo, contém glúten, pelo que não é aconselhado o seu consumo a doentes celíacos.
Este cereal é ainda largamente utilizado na indústria cosmética.

Pedro Lôbo do Vale
Médico