Encomendas processadas no nosso armazém em menos de 24 horas (úteis), salvo rutura de stock.
Após saírem do nosso armazém serão entregues no prazo normal de 1 a 2 dias úteis em Portugal continental.
Amostras ou ofertas em todas as encomendas.

MENU
Toggle Nav

Açaí - Tudo sobre esta baga

Nutrição

O açaí é uma pequena baga, consumida pelos índios brasileiros desde há milhares de anos e com um elevado teor antioxidante. Bebida em sumo, adicionada aos cereais ou tomada na forma de comprimido, saiba como introduzi-la na sua alimentação diária.

Alguns Produtos com Açaí:

Sumo.

Extrato.

Em pó.


O açaí - Euterpe oleracea - é uma baga roxa, fruto de uma palmeira oriunda de vários países da América do Sul como a Colômbia e o Equador, sendo muito abundante na floresta tropical da Amazónia brasileira, onde é consumido há milhares de anos. A polpa de açaí contém um elevado teor antioxidante (superior ao do vinho tinto e dos mirtilos) e importantes propriedades nutricionais devido à presença de ácidos gordos essenciais ómega-6 e 9, proteínas, cálcio e fibra.

Importância histórica, económica e cultural

A palavra “açaí” provém do vocábulo tupi iwasa i, que significa “fruto que chora”, ou “fruto que expele água”. De acordo com uma antiga lenda brasileira, esta baga herdou o nome de uma índia que terá guiado a sua tribo em época de fome até um açaízeiro. A partir de então, passou a fazer parte da alimentação das populações indígenas. As tribos nativas da Amazónia têm pelo menos 22 utilizações diferentes para a palmeira de açaí, que pode atingir mais de 20 metros altura. Desta árvore tudo se aproveita: desde o fruto (para a alimentação) às folhas (na produção de artigos trançados como bolsas, redes ou sacos), passando pelas sementes (em artesanato, óleos ou fertilizante) e pelos ramos (para fazer telhados). Algumas tribos usam as raízes desta planta em infusão para fins medicinais.

O açaí é recolhido manualmente duas vezes por ano e, no Brasil, esta cultura assume grande importância económica. Como contém um baixo teor de açúcar e de ácido - que protegem a maior parte dos frutos -, após a colheita a polpa é extraída, processada, pasteurizada e congelada o mais rapidamente possível, antes de sair da Amazónia, para evitar que oxide e perca as suas propriedades e nutrientes.

Constituintes

As bagas de açaí contêm lípidos, fibras, fitoesterois, antioxidantes, cálcio, fósforo, ferro, tiamina, vitaminas A e C e tocoferois. Os tocoferois incluem sobretudo alfa-tocoferois, mas também beta, gama e delta-tocoferois.

Lípidos

Apesar de poucos frutos conterem uma quantidade apreciável de gordura, no açaí os lípidos representam cerca de 9% do peso da polpa fresca. Contém principalmente o ácido gordo ómega-9 (ácido oleico) e ácidos gordos essenciais como o ácido linoleico, ácido palmítico, ácido palmitoleico e ácido esteárico.

Antioxidantes

Os antioxidantes contidos no açaí existem em quantidades variáveis e desempenham funções importantes no organismo. As antocianinas, por exemplo, são inibidores não seletivos Cox-1 e Cox-2, ajudam na absorção da glicose e dos ní- veis de insulina, na inibição da oxidação do LDL (“mau colesterol”) e na peroxidação lipídica e na redução dos marcadores da inflamação.

Polifenois

Estas bagas são ricas em linhanos, flavonoides (como antocianinas) e outros polifenois. De acordo com alguns estudos, uma alimentação rica em linhanos está associada a uma redução de fatores de risco de doenças cardiovasculares. Os principais flavonoides presentes no açaí são a quercetina, a orientina (e os seus derivados) e proantocianidinas. Flavonoides e esterois vegetais também se podem encontrar no açaí e ambos são considerados muito importantes na redução de risco de aterosclerose.

Fitoesterois

Os fitoesterois são compostos vegetais das membranas das plantas que quimicamente se assemelham ao colesterol.
Quando ingeridos em quantidade suficiente, podem bloquear a absorção intestinal de colesterol e assim desempenhar um papel predominante na redução de um dos maiores fatores de risco cardiovascular.

Devido sobretudo às suas propriedades antioxidantes, podem considerar-se os seguintes potenciais benefícios:

  • Antienvelhecimento 
  • Energia e vitalidade 
  • Redução do colesterol e das doenças cardiovasculares 
  • Reforço do sistema imunitário 
  • Inibidor de processos inflamatórios

Estudos

O açaí tem sido alvo de diversos estudos nas últimas décadas e obtido resultados promissores. Um estudo-piloto, publicado no Nutrition Journal, em 2011, refere que as bebidas à base de açaí podem ajudar a reduzir os níveis de colesterol e a diminuir os fatores de risco associados à síndrome metabólica em sujeitos obesos.

Para a realização deste estudo os investigadores recrutaram dez indivíduos obesos e forneceram-lhes uma dose diária de 200 g de polpa de açaí. Um mês depois, analisaram os fatores de risco para desenvolvimento de síndrome metabólica, incluindo os níveis de colesterol, insulina, glucose e também de proteína C reativa (PCR), que constitui um marcador para a inflamação. De acordo com os resultados publicados verificaram uma redução dos níveis de açúcar no sangue e de colesterol total, na ordem dos 5,3% e 10,6%, respetivamente.

Usos mais comuns

Este fruto tem um sabor que lembra uma mistura de frutos e chocolate e apresenta uma textura cremosa. Atualmente, as utilizações principais referem-se à polpa do fruto, que é usada na alimentação em geral, em papas ou batidos, combinada com outros alimentos como farinha de mandioca ou tapioca, guaraná, mel, açúcar, agave e outros frutos, sendo esta utilização correntemente conhecida como “açaí na tigela”. Também é muito comum em gelados e sobremesas e a baga é muito usada para fazer sumos.

Existem ainda muitas outras formas de usufruir deste pequeno fruto: pó liofilizado (que pode ser adicionado a bebidas, batidos, cereais, iogurtes, confeção de bolos, etc.), suplementos e até a indústria cosmética recorre às preciosas propriedades desta baga.

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL POR 100 G

Açaí, polpa, com xarope de guaraná e glicose

  • Energia 461 kJ / 110 kcal 
  • Lípidos 3,7 g 
  • Hidratos de carbono 21,5 g 
  • Fibra 1,7 g 
  • Proteínas 0,7 g 
  • Cálcio 22 mg 
  • Magnésio 13 mg

Açaí, polpa congelada

  • Energia 243 kJ / 58 kcal 
  • Lípidos 3,9 g 
  • Hidratos de carbono 6,2 g 
  • Fibra 2,6 g 
  • Proteínas 0,8 g 
  • Cálcio 35 mg 
  • Magnésio 17 mg


Receita - Açaí na tigela com iogurte

Ingredientes

  • 200 g de polpa congelada de Açaí 
  • 1 iogurte natural bio 
  • 1 banana 
  • Mel e fruta fresca para decorar


Preparação

  1. Misture a polpa, o iogurte e a banana no liquidificador.
  2. Sirva numa tigela e decore com o mel e a fruta fresca que escolheu.